O Espírito de Deus te motiva hoje Sexta-Feira, 31 de Outubro de 2014 e sempre.
home
 
 
menud
O Grupo
Projetos
Ministérios
Galeria de Fotos
Mural
Formações
Palavras
PJ Fátima
Paróquia
Wallpapers
Letras & Cifras
Links Úteis
Orkut
Contatos
menud2_
Grupo Pentecostes - Oração, a armadura do cristão
Formações
Oração, a armadura do cristão

    A oração, segundo São Carlos Borromeu, é a mais poderosa arma para nos defendermos dos inimigos da nossa salvação. É através da oração que nos encontramos misteriosamente com Deus, atendendo ao seu incansável chamado. Orando, defendemo-nos das tentações, descobrimos nossos defeitos e erros e encontramos a força necessária para submeter às paixões e não ceder ao pecado. Em nossas orações, alcançamos a intercessão do Espírito Santo, que eleva nossa alma a Deus e nos permite encontrar a paz que o mundo não pode oferecer.

    Um ponto interessante de discussão sobre a oração é o saber como orar. Muitas vezes, ficamos receosos ao orar porque nos sentimos presos as mesmas palavras e repetitivos frente a Deus. Questionamo-nos sobre o que deve ser dito, sobre as palavras que devemos usar e sobre como nos dirigir a Ele. Assim, é importante entendermos a oração como um diálogo íntimo com o Criador, uma ferramenta para dar graças, proclamar louvores, pedir perdão ou implorar pelo que necessitamos. Para isso, não é necessário usar “palavras difíceis” ou outras nunca antes ditas, afinal, “quais são as palavras que nunca são ditas?”. Basta abrirmos o coração, agindo com espontaneidade, e, humildemente, conversar com Aquele que deve ser o nosso melhor amigo, usando palavras sinceras. “Nas suas orações, não fiquem repetindo o que vocês já disseram, como fazem os pagãos. Eles pensam que Deus os ouvirá porque fazem orações compridas. Não sejam como eles, pois, antes de vocês pedirem, o Pai de vocês já sabe do que precisam.” (Mt 6, 7-8)

    Portanto, não é preciso temer a oração, mas enxergá-la como a nossa maior arma frente às misérias do mundo, entendê-la como um sinal de fé. A oração é a armadura do cristão, a expressão do espírito e o meio pelo qual o Criador deseja e pode ser encontrado. Através dela traçamos o caminho espiritual que nos aproxima de Deus. Um ensinamento que podemos tomar como exemplo é o de Santa Ângela de Foligno, que dizia: “Nossas orações devem ser clamores interiores, violentos, potentes, repetidos que arrancam à força as graças das entranhas do Pai Celeste”. Além disso, orar não se resume em invocar auxílio, necessitamos de contemplar Jesus. Contemplar é imitar Cristo, fazer resplandecer em nossa face o Seu semblante, agir como Ele agiu. Por isso é imprescindível que tenhamos uma vida diária de oração, mantendo um contato direto com o Pai e fazendo da nossa prece um elemento transformante do espírito.

    Uma prece feita com devoção nunca fica sem resposta.  Jesus Cristo nos ensinou a orar com insistência, pois no momento mais oportuno, Deus atenderá a prece à sua maneira. Não podemos exigir que seja feita a nossa vontade, mas a vontade do Pai Celeste (Lc 22, 42) e, muitas vezes, a melhor resposta divina é a fortaleza interior para se suportar pacientemente as tribulações da existência terrena. “Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisarem e orem sempre com o coração agradecido. E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus.” (Fl 4, 6-7)

    Dessa forma, é preciso que façamos uma profunda reflexão sobre a nossa oração pessoal. Mesmo com tão poderosa arma em nossas mãos, será que realmente damos a importância devida ao momento de oração? Será que reservamos diariamente um tempo do dia para essa conversa com Deus, um momento de prece individual? É importante que fiquemos sempre atentos a isso, pois como já dizia Jesus, é necessário orar sempre e nunca desanimar.  “Orem sempre e sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões. Isso é o que Deus quer de vocês por estarem unidos com Cristo Jesus.” ( 1 Ts 5, 17-18)

Vanessa Lauanna - 30/04/2011


 
 
 
conteudo_fim
menue
Liturgia Diaria
Liturgia Diária
Capela Virtual
Capela Virtual
Terco Virtual
Terço Virtual
Top 10
Top 10 Pents
Aprofundamento
Aprofundamento



Com qual virtude de Nossa Senhora você mais se identifica?
Humildade
Caridade
Simplicidade
Intercessão

menuE2_
 
Arquidiocese de Fortaleza - Santuário Nossa Senhora de Fátima
©2007-2014 Grupo de Oração Pentecostes. Todos os direitos reservados - GurgelDesigner